sábado, 31 de outubro de 2009

AS PALAVRAS


acariciadas com ternura
com amor, suavemente
até à excitação
timida
massajam o ego
recusam prostitui-las
asseguram dignidade
transparência e afecto
acolhem-nas num universo
linguístico e criativo
sedutor e reprodutor
liberto da teia do
pensamento único
castrador


4 comentários:

NDORETTO disse...

_______ E são essas mesmas palavras que nos cafetinam e nos apaixonam. Que somos sem elas?

Grata pela visitinha, apareça sempre,

Neusa

uminuto disse...

o silêncio, o sentir...a sedução das palavras
um beijo

mariam disse...

Agry,

'as palavras' aqui alinhadas são muito belas.

um sorriso :)
mariam

amor disse...

Um beijo leonidizado,
CC