sexta-feira, 18 de julho de 2008

VIAJANDO NA NOITE



No seu peito
acendem-se as memórias
dos primeiros contactos
ocultos no silêncio
cúmplice
de desejos reprimidos
por memórias gélidas


Na floresta dos delírios
dos teus lábios carnudos
reencontro e habito-te
no segredo das sombras
abro as janelas das estrelas
viajamos na noite


2 comentários:

Anja Rakas disse...

Delírios...em cada pedaço do teu corpo.

Bjs angelicais

ximbitane disse...

Que viagem!